quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Sacolas e livros na Cidade de Deus do DF...

Livros: "onde moram as histórias", segundo Adriana Falcão. Objetos da maior importância para que nosso projeto ajude a formar crianças aptas a viver suas fantasias. Capazes de vencer seus medos. Agentes da sua própria mudança social. No último sábado, 04 de agosto, colocamos em prática mais um desafio a que nos propusemos ao trazer os Roedores de Livros para a Ceilândia: Criar uma Biblioteca Infanto-Juvenil e proporcionar o empréstimo de livros para as crianças. Nosso acervo ainda é tímido, porém, vigoroso. Estamos quase com 400 títulos. O mais importante: as crianças estão a fim de conhecê-los. E neste sábado, levaram os primeiros livros para casa.
A Pró Gente estava repleta de crianças. Dividi as turmas e, enquanto uns ouviam as peraltices de Pedro Malasartes com a Juliana, o Tino e a Luciana; outros faziam origamis com Célio e Vilma, eu batia um papo informal com um terço da garotada. É triste saber que as palavras "tiro", "baculejo", "polícia", "cigarro" entre outras façam parte do vocabulário principal de muitos dos nossos pequenos. Um deles me perguntou se no projeto não passava vídeo pois ele tinha um muito bom em casa e queria trazer para assistir com todos: Cidade de Deus!!! Cadê a infância destes meninos?
Talvez por isso, o fascínio com o contato com o livro esteja tão latente em TODOS. A hora da leitura primeiro vira uma farra com a escolha dos livros. Precisamos descobrir um jeito mais simples, porém ainda acredito que a livre escolha do que se quer ler é muito importante. Escolhido o livro, é a hora da leitura, de compartilhar descobertas e de pedir ajuda quando não conhecem uma palavra, por exemplo.
Não costumo colocar o lanche em nossos posts, mas quero lembrar que o projeto é VOLUNTÁRIO e necessita de APOIO FINANCEIRO para manter principalmente o lanche e o material das oficinas. Alimentamos cerca de 40 pessoas por sábado. Não é fácil!!!
Por falar em apoio, foi graças à iniciativa da nossa querida ALESSANDRA BERNARDES (CASA OLÍMPICA e MARLESKA CONFECÇÕES), que podemos oferecer às crianças nossa tão desejada Sacola de Livros. Assim, eles podem levar os livros da biblioteca para casa com todo o cuidado. Ficou fashion. Usamos como tema a ilustração que o JÔ OLIVEIRA nos presenteou em 2006. Todos adoraram. E o primeiro dia de empréstimo de livros foi um sucesso!!! Querida Alê, muito obrigada por mais esta força. Em breve, quem sabe, venderemos a sacola dos Roedores de Livros para ajudar nos custos do projeto. Saímos da Pró Gente depois do meio dia tomados de uma alegria só. Alegria? Pois é, segundo Adriana Falcão, alegria "é um bloco de carnaval que não liga se não é fevereiro". Seguimos em frente com o bloco na rua!!! A la la ÔÔÔÔÔ!!!

Um comentário:

Peter disse...

Ana e Tino, estou passando por aqui e emocionado com este post. Quanta coisa boa vocês estão fazendo por aí. Quero comentar no Resumo do Cenário e colar duas fotos de vocês, posso? A idéia da sacola é ótima, façam mesmo para vender. Eu já quero uma ;-) E, das nossas conversas interrompidas, um dia elas se completam: não sei se vivo hoje ou já estou em 2008, mas estou com os projetos esperando atenção. Grande abraço!