quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Remédio pra curar catapora...

Enquanto estive viajando, meu filho pegou catapora... liguei para ele e falei do medo que eu tinha de pegar a doença por telefone. Ele riu um riso que revelou sua alma sadia. Lembrei de imediato de um livro de poemas que funciona como um remédio para os dias de cama. Fala de bronquite, caxumba, dor de garganta, frieira e outros males infantis. Provoca risos a cada estrofe. Deixei me contagiar pela doença do escritor e resolvi rimar na resenha.

Ricardo Azevedo escreveu,
Parece que adoeceu,
Gripou de inspiração
Tosse, Asma, Comichão.
Transpirou poesias, rimas
Sarampo, galo, adivinhas
Também fala de alergia,
parece que contagia,
O texto é uma gostosura...
mas tem cada figura...
E pra tirar o nenê da cama,
mostre os desenhos da Mariana,
Não tem genérico que dê jeito.
Este livro é amigo do peito.
Não tem contra-indicação
Só faz bem pro coração
E pra encerrar a resenha
Antes que a doença venha
Reproduzo abaixo, agora
O poema Catapora:

Tem muito bicho pintado
Que dá gosto de se ver:

Tem a onça e a pantera
Tem a cobra e o lagarto.

Tem girafa, tem cachorro,
Tem porco, pato e besouro.

Tem galinha, joaninha,
Poço-espinho, passarinho.

Tem bicho que é uma beleza,
Pintado por natureza.

Mas eu, na frente do espelho,
Cheio de manchas, vermelho,

No mau pijama, sozinho,
Só pego e digo baixinho:

- Não amola, dá o fora!
Vai embora, catapora!

5 comentários:

Mariana Massarani disse...

Bacana!
: )

Janaina disse...

nossa muito legal gostei mesmo estou com catapora e muito chateada por q estou perdendo aula e tudo mais e me fez rir parabens

Anônimo disse...

Tô com catapora e axei esse poema,show d bola!

Anônimo disse...

olha so e bem legal sim , mas o meu bb nao pode ler tadinho entao fico com do dele ... mas e legal para crianças que ja sabem ler muito criativo tbem ...

Anônimo disse...

achei legal e queria que a minha catapora desse o fora