segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

A mais incrível história de todos os tempos!!!

Em 1849 o Papai Noel vestia uma roupa marrom. Mas o Natal daquela época já mantinha tradições que sobrevivem até hoje como a árvore de natal, o presépio e as canções (Noite Feliz, por exemplo, já fazia parte do repertório). Era também tempo de presentear.

No natal daquele ano, numa casa inglesa, um pai desembrulha o presente para seus oito filhos (*) e esposa. Um manuscrito escrito por ele mesmo acerca da vida de Jesus Cristo. Baseado no Evangelho segundo São Lucas, seu conteúdo sugere algo como um Novo Testamento para crianças. O escritor em questão foi o genial Charles Dickens, autor de clássicos da literatura universal como Canção de Natal e Oliver Twist. Mas o autor do presente não vestia a beca de renomado escritor e sim a de um pai de família, preocupado com a formação dos filhos. Em vida, Dickens não autorizou a publicação da obra, exigindo que ela fosse um segredo cultivado por sua família. Publicado pela primeira vez em 1934, mais de seis décadas após sua morte, o livro A VIDA DE NOSSO SENHOR (Charles Dicken, Martins Fontes) permanece fora da lista das obras do autor. Pode não ser uma obra prima para os estudiosos. E, como Dickens expressou sua vontade de que o texto não fosse publicado, talvez ele mesmo não visse nada de literário nele.

Porém, querido leitor, quando descobri este livro no final de 2006 não desgrudei de suas páginas até o final. Por isso, esqueça o papo acima sobre lista oficial, obras literárias e afins. A história que este livro conta você já conhece, mas seu filho pode não conhecê-la por inteiro. A forma como Charles Dickens a desenvolve é por demais carinhosa e conquista o leitor independente da idade. Embora possa ser lida por qualquer criança, acho que fica mais gostoso se um adulto puder compartilhar desta leitura, pois é fácil encontrar a figura do pai na voz do narrador. Apesar da força católica que a personagem Jesus carrega em si, a leitura deste livro ultrapassa as amarras das crenças religiosas. Em suma, apresenta a fantástica história de um homem pleno de virtudes e seu final trágico para que a humanidade pudesse garantir seu lugar no Paraíso.

Talvez seja difícil pensar que comportados, venturosos, caridosos e piedosos, nossos filhos estejam a salvo numa possível vida após a morte. O mundo de hoje exige virtudes tanto quanto cuidado. E existe um apego ao real que transforma o Paraíso numa TV de 50 polegadas ou num Vídeo Game de última geração. A felicidade é urgente e fugaz. Mas a leitura deste livro retoma valores quase esquecidos neste mundo tão virtual.

Em 1849 pensar no nascimento de Cristo e em suas ações fraternas ainda eram os principais motivos para celebrar o Natal. Na abertura do livro, Charles Dickens escreveu: “Meus queridos filhos. Estou muito ansioso para que vocês conheçam algo sobre a história de Jesus Cristo, pois todo o mundo deveria conhecê-Lo. Jamais viveu alguém tão bom, tão afável, tão gentil e tão cheio de perdão para com todas as pessoas que erraram, ou que eram de alguma forma doentes, ou miseráveis, como Jesus. E como ele está agora no Paraíso, para onde esperamos ir e nos reunir depois de morrermos, e lá sermos sempre felizes, juntos, vocês jamais poderão imaginar que lugar bom é o Paraíso sem saber quem Ele era e o que fez”. Que nosso Natal seja pleno de paz e que as famílias possam se reunir em fraternidade para – assim como fez a família de Dickens - recontar a fantástica vida de Jesus Cristo e aprender com ela. Hatuna Matata.

(*) Depois de 1849 Charles Dickens teria ainda mais dois filhos.

P.S. A primeira imagem deste post reproduz um Natal em família na Inglaterra Vitoriana do tempo em que Dickens escrevia seus livros.

Um comentário:

Wirley disse...

Minha primeira vez por akii, e já digo que esse espaço é SUPER LEGAL!! \o/~ Linda mensagem de Natal... Lindo contexto. Quisera todos agissem tal como Dickens, quanto ao Natal. Parabéns pelo espaço e pela originalidade ao lidar com suas opiniões. Pretendo voltar akii SEMPREE que der, viu?! =)
GRANDEE abraço, e um feliz nataLLL pra todos vocês. (www.atmosferatitanica.blogspot.com)