sábado, 8 de setembro de 2007

Formigas no bolo de aniversário da Juliana...

Queridos amigos... são tantas novidades da viagem a Sampa e ao Rio que não tenho postado sobre o principal: o Projeto Roedores de Livros na Ceilândia. No fim de semana que passamos na cidade maravilhosa, ao lado de contadores de histórias geniais e outros nem tanto (falaremos disso logo depois) o projeto acontecia sem mim e sem o Tino. Para nós, essa foi a grande notícia!!! A triste foi ficar longe da Juliana no dia do seu aniversário, mas a gente torceu muito de lá para que ela tivesse um dia ótimo e pela foto acima dá para perceber que ela tem mesmo os três anos que as velas indicam!!! Ju talvez não saiba, mas faz aniversário no mesmo dia que o professor Bartolomeu Campos de Queirós. Outra coisa bacana foi o retorno de algumas crianças que não apareciam há duas semanas... No mais, outro momento inédito e muito legal: Edna e Luciana resolveram escrever para o Blog, contando como foi o sábado, 25 de agosto. Semana passada - por motivos de força maior - e nesta semana - em virtude do feriado - o projeto não aconteceu. Voltaremos com muitos livros e novidades no próximo dia 15. E haja novidades. Bem, co vocês, Edna e Luciana. Novas Roedoras blogueiras!!! Sejam bem vindas!!!Ana/tintino,
Vejam (abaixo) que gracinha o texto da Luciana.
Eu ia escrever que no sábado, as crianças atrasaram um pouco e por isso, ficamos no alpendre da pró-gente, esperando que elas chegassem. Foi bonito ficar naquele sol, olhando pro portão e, aos poucos, e, em bandos, vermos as crianças apontarem lá na entrada. Sabíamos que eram as crianças dos roedores pela sacola. Ao longe, bem longe, as crianças felizes com suas sacolas; estavam transportando algo precioso... o livro. Maravilha perceber a felicidade de cada um, querendo contar como foi a leitura e já querendo outro livro para levar..... é como se o livro fosse uma missão que eles precisassem cumprir e cumprem de forma prazerosa.
Foram chegando, sentando, conversando..... depois entramos. Margareth ficou na recepção esperando o restante da turma chegar.... e foram chegando..... lá vem a temporada das flores, bando de pardais.

Lisianny, Luciana e Juliana roubaram a cena. Lisianny, atacou de formiga e foi um sucesso. Juliana pintou o sete porque era seu aniversário; Luciana, com suas caretas, nos fez chorar de tanto rir. Fisicamente, estava faltando vocês. Apenas fisicamente. Espiritualmente, sei que vcs estavam ali. Quanto as crianças, perguntavam por vcs a gente dizia que vcs tinham ido a um evento de contação de histórias e que na volta, teriam muitas histórias para contar.
Dia 25 de agosto, dia especial para os roedores, pois uma de suas integrantes, a Juliana comemorou o aniversário com as crianças no pró-gente, tornando o dia ainda mais festivo! Começamos o dia com a visita de uma formiguinha charmosa (Lisianny, contadora de histórias) que relatou-nos sua aventura deseperadora na neve, numa referência ao livro A formiguinha e a Neve adaptado por João de Barro.
As crianças, atentas acompanharam a contação , tentando ajudar nossa formiguinha a livrar-se do floco de neve que poderia transformá-la em "sorvete de formiga" argh!!!!! Mas tudo foi resolvido de maneira surpreendente com a chegada da primavera. Depois Juliana e Lisianny apresentaram outras histórias com seus livros multicoloridos que provocaram uma inquietante vontade nas crianças de escolherem os livros de nossa biblioteca e que levariam para ler durante a semana! Então nossa roedora responsável pelos livros, a Edna, liberou as princesas, super-heróis, bichinhos e monstros pras sacolas que cada uma levaria pra casa.
Como o dia foi festivo, o lanche não ficou fora do clima, após degustarem o delicioso pão com mortadela, a criançada cantou parabéns e comeu bolo!
Na sala de arte, entre lantejoulas, fitas, tecidos e papéis coloridos, coube a cada criança criar um marcador de página personalizado. As roedoras Vilma e Luciana não se cansaramm de comentar os surpreendentes resultados apresentados com entusiasmo e envolvimento de todos. Até os demais roedores confeccionaram seus marca-páginas. Boa idéia essa né? Pra incentivar e tornar a leitura ainda mais encantada, além de reforçar a idéia de que o hábito de ler deve fazer parte do cotidiano.

Pois é, queridos amigos... os Roedores de Livros estão por toda parte. Obrigada Luciana e Edna pela cobertura do sábado. Sintam-se convidadas a escreverem mais e mais. Beijos e abraços de letrinhas a todos. That's all, folks!!!

Um comentário:

Fátima disse...

Pois é, venho aqui todas as noites ler as novidades. Admiro a capacidade que vocês têm de relatar com clareza as palestras assistidas, entre outros.
Estava na versão Rio de Janeiro "Prazer em Ler". Parece que ouvimos palestras diferentes da Teresa Colomer. Não concordei quando disse que vários livros com o mesmo título numa sala de aula são necessários para que se possa aproveitá-los adequadamente.Bom para os livreiros! Ouvir isso depois dos sussurros do Xosé com seus "Prazeres da Intimidade com ...os Livros" foi um pouco demais.Além desses, apenas Silvia Castrillon e Cecília Bettelli.
A imortal é demais, porém não esperava que fosse contra o "mito do autor"!Bartolomeu é um dengo. Indez é uma referência! Marina Colassanti sempre foi simpática. Tenho um autógrafo na 1ª edição de "uma Idéia Toda Azul". Também fico tietando!
Bom saber do renascimento do Pavão Misterioso.Vou procurar na Bienal.
Pensei que fosse encontrá-los no Simpósio Internacional de Contadores de Histórias. Não foram? Não compareci `Maratona, porque tinha outros compromissos, mas fiz quatro oficinas, queria mesmo participar de todas!
Volto sempre e aguardo visita.
Abraços.