sábado, 13 de novembro de 2010

Roedores de Livros em POA 2010 - no Traçando Histórias

Quando chegamos à mostra de ilustração TRAÇANDO HISTÓRIAS, semana passada, encontrei essas três bruxas confabulando:

- Que poxa, a Angela Lago não vem (por recomendações médicas)... (disse uma).
- Ihhh, fiquei sabendo que a Eva Furnari também não - e parece que o motivo também foi a saúde... (disse outra).
- Ah, mas a Ana Raquel confirmou a presença (por recomendações médicas)... e soltaram três gargalhadas estridentes...

A mostra - que acontece durante a programação da 56a Feira do Livro de Porto Alegre (que vai até o próximo dia 15) - homenageia os 30 anos de carreira dessas três artistas geniais, com quase uma dezena de originais de cada uma, além de dois originais de outros 37 ilustradores, destacando seus trabalhos livros publicados em 2008, 2009 e 2010.

De todos os trabalhos maravilhosos expostos na Mostra - entre eles, mais de duas dezenas a partir do formato digital (demosntrando a pluralidade da exposição) - escolhi esses dois, que me saltaram aos olhos um pouco mais que os demais.

Acima, a obra de Salmo Dansa - que nos presenteou com uma palestra riquíssima sobre o seu processo de criação - para o livro Pinóquio (Letícia Dansa, Larousse, 2010). Todo o trabalho de ilustração foi concebido a partir de xilogravura. O cara botou a mão na massa (ops, na madeira) para dar forma a sua ideia. Uma beleza rara de se ver. Aguardem a versão que ele prepara para João e o pé de feijão (texto de Júlio Emílio Brás). Um banho de criatividade.

Abaixo, um dos originais de Roger Mello para o seu livro Carvoeirinhos (Cia das Letrinhas, 2009). Como disse, bem humorado, o Odilon Moraes:

- Por que só a ilustração dele (Roger) ganhou uma luz no fundo?

Brincadeiras à parte, nem o livro, nem a foto acima conseguem mostrar ao "leitor" a força da fosforecência do original, ali, ao vivo. Super!!!

A cada dois anos, com a Mostra (essa foi a sétima), a Feira do Livro apresenta uma programação paralela com oficinas, palestras e mesas-redondas voltada para quem se interessa por ilustração de livros infantis. Além de aprender mais sobre o tema e discutir conteúdos ricos e, às vezes, polêmicos, a gente sempre esbarra com um ou outro artista para um papo descontraído, fuçar um ou outro projeto que se tornará um livro no futuro, comentar os lançamentos, etc.

Consegui pescar o flash acima na hora que o fotógrafo oficial clicava uma turma da pesada. Da esquerda para a direita: (atrás) Jean-Claude R. Alphen, Salmo Dansa, Mateus Rios, Lucia Hiratsuka, Angelo Abu, Elisabeth Teixeira e Odilon Moraes; (frente) Cris Eich, Elma Fonseca, Marília Pirilo, Guazzelli e Cristina Biazetto.

Antes do coquetel de abertura da Mostra, houve um bate papo descontraidíssimo com a Ana Raquel, Roger Mello, Odilon Moraes e a Alice, enviada pela RHJ para representar Angela Lago - uma empreitada da qual a moça se saiu bem pois não é fácil ocupar um espaço em que Angela falaria sobre seus 30 anos de carreira. Foi lá que conhecemos a Maria Eugênia (acima) e deixamos pré marcado um café com bobagem na nossa próxima ida à Sampa.

Difícil foi fazer uma foto comportada com a Ana Raquel (danada e querida, essa menina), feliz com a merecida homegem. Convidei a amiga carioca Fátima Campilho para compor o álbum. Foi sua primeira vez em POA e pelo sorriso dá para imaginar que ela virá outras vezes.

Durante o coquetel, flagramos essa dupla talentosa e inseparável (Roger Mello e Graça Lima). Naquele dia (04 de novembro), Roger deveria receber o Jabuti (em São Paulo) pelo seu trabalho no livro Carvoeirinhos, mas decidiu manter o compromisso anteriormente agendado com a Câmara Rio Grandense do Livro. Foi num encontro com Graça e outros ilustradores, na manhã daquele dia, que a conversa se extendeu até as 13h30 (deveria ser encerrada lá pelo meio dia) e ninguém percebeu, tão bom que estava o assunto.

Ao final, todo mundo era só sorrisos, cada um com o super catálogo da Mostra. Para ilustrar esse momento, publico a foto abaixo com os sorrisos (da esquerda para a direita) da Márcia Cavalcante (OnG Cirandar), Elma Fonseca (ilustradora) e Ana Paula Bernardes (daqui, deste espaço, do Roedores de Livros).

Por enquanto é só. Depois conto mais. Hatuna Matata!!!

4 comentários:

gisele.artes disse...

Eu estava lá! Muiiiito legal o trabalho de vcs! abraços e sucesso!

ana maria santeiro disse...

boa reportagem.

beijo

Lígia Pin disse...

Que tudo! Snif pra mim!
;o)

Fátima Campilho disse...

Não é que eu fiquei bonitinha!
Câmera boa essa!
Bjs com saudades.