domingo, 23 de junho de 2013

Um dia para guardar com carinho!

No sábado passado, 22/06, entre as tantas emoções vividas (e que falaremos depois por aqui), recebemos a visita de Dona Emília e sua neta Ana Letícia. As duas frequentaram o projeto Roedores de Livros entre 2007 e 2009. Foram três anos de muitas leituras e histórias para contar. Quando nos mudamos para o Shopping Popular da Ceilândia, em 2010, perdemos o contato com a dupla. Mas a reportagem sobre nosso sétimo aniversário, veiculada na TV Globo em maio passado, serviu de ponte para o nosso reencontro.



Em meio aos abraços e sorrisos, Dona Emília explicou para as crianças o que era um frango "capão", palavra que estava no texto do livro da Tatiana Belinky (abaixo) que serviu de mote para a mediação daquele dia. Ana Letícia ficou ali com o olhão curioso beliscando tudo ao redor, como quem vai estudando os cômodos e móveis da casa nova depois da mudança. Assistiu às leituras e cantou conosco. Enfim, o mais legal de tudo isso é que estamos juntos de novo. Fisicamente, é claro. Pois espiritualmente, uma vez roedores de livros, sempre roedores de livros.



Na semana anterior (dia 15/06) recebemos a notícia de que a escritora TATIANA BELINKY juntou-se à Sylvia Orthof, Cecília Meireles, Flávia Lobo e outras tantas queridas que foram contar histórias e estrelas com os anjos. E, como sabemos todos, nos dias seguintes o Brasil foi às ruas em manifestações por um pais mais justo. Por tudo isso, o livro que escolhemos para a mediação foi o LIMERIQUES DA COCANHA (Tatiana Beinky, il. Jean-Claude R. Alphen, Cia das Letrinhas). Cocanha é um país fictício em que as pessoas não precisam se preocupar com dinheiro, saúde e alimentação, por exemplo.



Como já disse, o sábado foi de muitas emoções. Recebemos a visita do querido Otávio Maia, que ano passado fez uma mediação inesquecível com nossas crianças, mostrando várias sementes e aliando a elas histórias de bichos. Alguns desenhos que as crianças fizeram naquele encontro acabaram entrando na edição do livro que Otávio foi lançar em nossa sede: VAI - Vocabulário Ambiental Infantojuvenil (IBICT), que contém definições lúdicas e técnicas para uma centena de palavras acerca do meio ambiente. O livro é todo ilustrado por crianças, tem a tecnologia do QRCODE em alguns vocábulos, e ficou muito, muito, muito legal. Otávio presenteou cada roedor de livros com um exemplar autografado e fez a alegria da turma.


Ao final, descendo as escadas ao final do projeto, encontramos essa turma aí abaixo lendo o livro do Otávio. Uma delícia de presente para encerrar as emoções daquele dia super especial. Rico em emoções. No Roedores de Livros é assim: a gente planeja uma coisa. E, muitas vezes, surpresas acontecem. Na maioria das vezes, ótimas surpresas. E a gente segue feliz! Hakuna Matata!!!


Neste link você acessa um post de 2007 falando sobre Dona Emília!!!

Um comentário:

Otavio Maia disse...

Queridos Tino e Ana Paula, esse flagrante na rampa, no qual nos deparamos com quatro Roedores folheando o VAI, foi muito especial. Sementes espalhadas em solo fértil. Obrigado, Roedores.