quinta-feira, 21 de maio de 2009

Os melhores livros de 2008 segundo a FNLIJ

Foi no intervalo da palestra de Odilon Morais na Feira do Livro de Porto Alegre de 2008 que ele me chamou para mostrar o livro que guardava com carinho, orgulho e felicidade na sua pasta. Peguei o livro, pedi licença e fui ter uns minutinhos a sós com O GUARDA CHUVA DO VOVÔ (Carolina Moreyra, com ilustrações de Odilon Morais, DCL). Um livro delicado, repleto de sabores da minha infância (quintais, férias na casa dos avós e muita, muita saudade).

Odilon sorriu com os olhos quando me viu arrepiar ao final do texto poético da sua esposa. Ficamos em silêncio até ele retomar o livro e me perguntar as impressões. Falei pouco, mas foi impossível não comentar a beleza da última ilustração. Ele confessou que - assim como para encontrar a solução final de O MATADOR (Wander Pirolli, Leitura) - queimou muitos neurônios para - inspirado num outro artista, resolveu a ilustração.

Ainda em 2007 eu e Ana Paula ouvimos falar de ZOO, livro com frases do genial João Guimarães Rosa, acerca do mundo animal, compiladas por Luiz Raul Machado, ilustrada por Roger Mello, que também assina o projeto gráfico). Roger estava - assim como aconteceu com ZUBAIR - acertando os detalhes gráficos para a impressão do livro tão original no formato. O homem é um gênio na arte de ilustrar. Mas seu talento para criar livros "diferentes" é um espanto. (Veja o Zoo aberto na foto abaixo).

Pois estes dois livros (O Guarda Chuva do Vovô e Zoo) estão entre as 16 publicações laureadas com o título O MELHOR PARA CRIANÇA ou O MELHOR PARA JOVEM, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), para livros publicados em 2008. O Guarda Chuva do Vovô ganhou em duas categorias (Criança e Escritor Revelação). Zoo ganhou como Projeto Editorial. A lista de livros premiados da FNLIJ é esperada ansiosamente por todo o mercado pois ajuda a alavancar vendas e reconhece o trabalho árduo de vários profissionais envolvidos na produçào do livro.

Dos livros da lista, 14 fazem parte da estante dos Roedores de Livros. Ontem, numa visita a uma livraria, trouxe Kafka e a boneca viajante (Jordi Sierra i Fabra, Martins), mas ainda não o li. Vamos aos outros premiados:
Rabisco (Michele Iacocca, Ática) venceu na categoria Imagem (livro sem texto);
O Livro Inclinado (Peter Newel, Cosac & Naify) venceu na categoria Traduçào Adaptação / Criança;
O Gato e o Escuro (Mia Couto, com ilustrações incríveis de Marilda Castanha, Cia das Letrinhas) venceu na categoria Literatura em Língua Portuguesa;
Um Livro de Horas, preciosa edição bilíngue com poemas de Emily Dickinson traduzidos e ricamente ilustrados por Ângela-Lago (Ática) venceu como Melhor Ilustração;
As 14 pérolas da Índia em que Ilan Brenmann escreve ótimas histórias cheias de sabedoria (ilustrado por Ionit Zilbermann, Brinque Book) ganhou na categoria Reconto;
Histórias da Avó (Burleigh Muten, com ilustrações de Sian Bailey), um livro belo e cheio de ótimas histórias sobre mulheres sábias, venceu na categoria Tradução / Adaptação Reconto;
O Menino Poeta (Henriqueta Lisboa, Peirópolis) ganhou nova e premiada edição com ilustrações e projeto gráfico assinados por Nelson Cruz, o que tornou este um livro ainda mais rico, venceu na categoria Poesia;
O Fazedor de Velhos, de rodrigo Lacerda, que me encantou com sua história sobre a busca de um jovem por sua identidade (ilustrações de Adrianne Gallinari, Cosac & Naify) é o melhor para o Jovem;
Pelos Jardins Boboli (Rui de Oliveira) foi o grande lançamento no Salão da FNLIJ do ano passado. É um primor em informações sobre a arte de ilustrar cercado de um projeto gráfico ousado e belíssimo. Ganhou como melhor Teórico;
O Almanaque Machado de Assis também veio na mala de livros que trouxemos para casa depois do Salão da FNLIJ. Luiz Antônio Aguiar conseguiu compilar de forma original a vida e obra do Bruxo do Cosme Velho num ano (2008) em que outras tantas obras falaram sobre Machado de Assis, vencendo na categoria Informativo;
E O Livro das Perguntas, tradução de Ferreira Gullar para texto clássico de Pablo Neruda com fotografias da arte de Isidro Ferrer, numa edição caprichisíssima da Cosac & Naify, venceu também na categoria Poesia (tradução, imagino). Presenteamos cinco amigos com esta edição.

Saiba mais sobre outros livros premiados e sobre o 11º Salão FNLIJ (que acontecerá em junho) visitando o SITE DA FNLIJ.

Se esta seleção servir de estímulo para visitar a livraria, já valeu à pena escrever este post. Boa leitura. Hatuna Matata.

3 comentários:

Ana P. disse...

Kafka e a boneca viajante e O Livro das Perguntas são preciosos, os li recentemente. Fiquei curiosa com Zoo!

Fátima Campilho disse...

Menino Tino!
Você me poupou de um trabalho que comecei a fazer ontem, isto é, divulgar os livros premiados.Se sobrar um tempinho faço um slide com as capas e links. Sei lá!
De todos, eu tenho UM e a escola, DOIS.Haja grana!
Abraços

Kyria disse...

Parabéns para todos, por todo o trabalho. Adoro ler, amo literatura infantil, juvenil. Amo os ilustradores, enfim vibro com tudinho. Bjs