quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Vem cá brincar com Elias José!!!

O sol descansava no Guaíba naquela segunda-feira, 10 de novembro, quando comecei a tocar os primeiros acordes de RIMA PRA POETA, canção que fiz em homenagem ao nosso querido ELIAS JOSÉ. Era um encontro de escritores, ilustradores, editores, livreiros, professores, admiradores, AMIGOS do poeta que há poucos meses foi conhecer as estrelas. A palavra mais repetida naquela noite foi GENEROSIDADE. E quanto Elias José foi generoso!!! Muitos falaram ao microfone de seus encontros com o Poeta, outros escolheram poemas de Elias José. Muitos se calaram entre lágrimas de emoção e de saudade. Entre os presentes, Silvinha, sua esposa, e a filha Lívia. Ao final, novamente ao som da música Rima pra Poeta, o público se confraternizou e brincou numa roda que cantava repetidamente o refrão: "Vem cá / achar uma rima pra Poeta / Vem cá / Brincar com Elias José". Brincamos todos. EMOCIONANTE!!!

Para os que quiserem recordar aquele encontro ou para os que quiserem conhecer a música, tomei a liberdade de fazer um clipe com fotos tiradas por amigos, a ilustração que Elma fez em homenagem ao Poeta e capas de livros de Elias José. Assistam e brinquem conosco.


7 comentários:

Hermes Bernardi Jr. disse...

Lindo! Que final de tarde emocionante, não foi? E a ciranda ao som da tua canção, Tino, ficou ressoando... no coração da gente.

Obrigado pela canção. Elias deve estar sorrindo até hoje, sempre, com estes acordes tão delicados.

beijão

Socorro Acioli disse...

Lindo demais, Tino!
Veja como sua presença tem colorido o mundo da LIJ, até nos momentos de despedida e saudades.
Beijos e que seu talento aumente a cada dia, para o nosso bem.

Caio Riter disse...

Queridos roedores, roer é isso mesmo, ato meio antropofágico de deixar o bom do outro contaminar a gente, e foi isso que vocês promoveram em homenagem ao Elias, fazendo daquele entardecer de PoA, em plena segunda-feira, uma festa de palavras mágicas e de emoção.
Parabéns! Beijos! Bom ter podido estar lá.

Camila Carrossine disse...

Olá Tino, a música é pura poesia!! linda! linda!!
Linda homenagem! Emocionante...

Nakano disse...

Querido,
Pago pra ver um sincero dizer que não se emocionou! Até a luz esverdeada confabulava.
Beijos

Fátima Campilho disse...

Nossa, Tino,ficou mesmo uma bela canção!
E que voz bonita e afinada você tem.
Esta foi a segunda "ciranda brasileira" de Elias José.
Abraços.

sergio alves disse...

querido, foi um privilégio ter ficado ali vendo tua voz (sim eu a vi!), morrendo de gana de falar do elias e de contar uns quase-nada encontros, uma edição deliciosa, uma recuperação de texto e troca de figurinhas sobre guaranésia e guaxupé (sim, conheço! rsrsrs). marcar a ida nunca ida lá, pra ver o vozeirão e a querida silvinha... bom, mas esta sua música me emocionou mais que tudo naquele dia, como terá emocionado nosso querido. obrigadão a você, ao elias e aos poetas que existem sempre no meio do caminho (eita caminho deliciosamente duro e belo...) beijos, sergio