quarta-feira, 13 de junho de 2007

Júlia e Pedro descobrem as aventuras do Marcelo na escola...

Semana passada aconteceu um lance muito legal aqui em casa. Temos um acervo privilegiado de literatura infantil e juvenil na nossa sala. Temos ainda o Pedro e a Julia, 11 e 10 anos que, geralmente passam direto da sala para o quarto, apesar da fantasia estar ao alcance das mãos, dos olhos... Os meninos vivem num mundo repleto de livros e de leitores, mas passam por um momento de videogames, computadores e programas de TV. Mas os livros também fazem parte de suas vidas. Voltando ao lance legal: Numa destas manhãs, daqui do quarto ouvia a voz da Júlia e as gargalhadas do Pedro e isso ia durando já um tempo e resolvi descobrir qual era o motivo de tantas risadas e parlatórios. Cheguei no quarto e vi a Júlia deitada na cama lendo em voz alta A PROFESSORA DE DESENHO E OUTRAS HISTÓRIAS, do Marcelo Coelho (Cia das Letrinhas) e o Pedro dando boas risadas com o conto COMO SER RUIM NO FUTEBOL. O livro é MUITO BOM e recebeu o selo de ALTAMENTE RECOMENDÁVEL da FNLIJ. São 7 contos – narrados em primeira pessoa, num delicioso tom confessional - que remetem ao tempo em que o autor era um garoto estudante. O texto consegue reproduzir a linguagem das crianças. Consegue mais: emociona.
Particularmente tenho preferência pelo conto que dá título ao livro. Até o ano passado fui professora de Artes e tive alguns alunos bem envolvidos com a disciplina – outros, nem tanto. Mas quando o personagem Marcelo diz que “a escola era muito chata, mas esqueci de uma coisa: as aulas de desenho. Essas eram legais. (...) A aula de desenho era uma farra. A gente abria os cadernos, que não tinham linhas, só folhas de papel em branco, para a gente fazer o que quisesse. Podia. Dona Andréia deixava.” A professora de desenho do conto era popular. E aí vem o final do texto. Arrepiei. Não posso estragar a surpresa. Descubram vocês. Vez em quando encontro meus ex-alunos e é aquela festa. Um deles vai estrear com destaque no musical Miss Saigon que estréia em breve em São Paulo. Outros, não foram tão longe, mas espero que levem aquelas aulas no coração, assim como o personagem-autor. Fico feliz e acho que o Marcelo conseguiu passar a importância do professor deixar o aluno criar, apesar das conseqüências (leiam o texto).
Voltando para a minha querida Júlia, mediando leitura e descobrindo risos no irmão (na foto acima, fazendo pose com o livro). Ela gostou muito do conto ELEFANTES em que o menino Marcelo acaba fazendo xixi na sala de aula. Este é um tema que garante boas leituras por aqui. Ela ainda não terminou o livro pois a escola a OBRIGA a ler outro livro para uma prova - e essa é uma discussão importante, mas não para agora.
Para finalizar quero dizer que o livro ficou ainda mais belo com as ilustrações do Luiz Maia (reproduzo uma delas abaixo). Ele é fera. Somos fãs. Seu traço tem personalidade e beleza. A gente pára e fica ligando todas as informações da ilustração e, de certa forma, o texto está todo lá, desenhado. Aqui ao lado da cama está o livro novo da Fernanda Lopes de Almeida com ilustrações dele... Em breve vou contar esta outra história bem doida. Maluquinha mesmo. That’s all, folks!!!

Um comentário:

Melissa disse...

Oi Ana,
como faço para doar uns livros para seu projeto. Envie-me um email melmedeiros@msn.com
Abraços e parabéns!