quinta-feira, 11 de julho de 2013

Renato Moriconi no Roedores de Livros

Manhã ensolarada, naquele sábado, 18 de maio. Enquanto o Célio abria a toca do Roedores de Livros, Ana Paula e eu esperávamos, no Aeroporto JK, a chegada do casal Moriconi (Renato e Gabi), que madrugaram em Sampa para chegar em Brasília ainda a tempo de visitarem o projeto. Deu certo! Chegamos à Ceilândia, com a casa cheia e meninada curiosa. Renato descalçou-se e assumiu o posto de mediador para uma leitura coletiva do Telefone sem fio (o primeiro da sua trilogia com Ilan Brenman, Cia das Letrinhas). Foi uma farra entre saber qual seria o segredo e qual o personagem que viria no virar da página.

Depois, Ana Paula não resistiu e fez a leitura de um dos nossos livros preferidos: Dia de Sol (Renato Moriconi, Jujuba). Não sei o que o Renato sentiu, mas deve ser bom ouvir a sua criação ganhar vida na voz de outra pessoa. A garotada, claro, gostou!!!

Após as leituras, veio o momento mais, digamos, artístico: emparedamos o Renato. É que desde a visita mais recente do Ivan Zigg, a parede da sala onde acontece a mediação ficou mal acostumada. Basta aparecer um ilustrador que ela fica toda oferecida, pedindo um carinho. Moriconi não resisitiu (hahaha) e deixou a criançada (e Ana, Célio e eu) de olhos arregalados enquanto fazia uma versão "roedores de livros" do pirata que estampa a capa do Telefone sem fio.

Depois de tanta farra, chegou a hora do registro. Ana Paula clicou a turma toda. A Gabi (Gabriela Moriconi) resolveu aparecer ali no cantinho, coladinha no pirata. E assim, com sorrisos, surpresas e muitos abraços, passamos mais um sábado mergulhados no mundo dos livros e da leitura no Roedores de Livros. Queridos Gabi e Renato, voltem sempre que possível. Tenham a certeza que vocês estão pra sempre no coração de todos nós que compartilhamos aquela manhã ensolarada de maio. Hakuna Matata!!!